Sacerdócio Real Significado | 1Pedro 2:9 Geração Eleita | Estudo Bíblico

Sacerdócio Real Significado | 1Pedro 2:9 Geração Eleita | Estudo Bíblico

Qual é o significado de sacerdócio real? Sacerdócio real significa “reino de sacerdotes”. E quem é a geração eleita? Será que a Igreja substituiu o povo de Israel? Como se dá, atualmente, a relação espiritual, e a distinção entre gentios/cristãos e judeus?

Pedro fala aos gentios

O Apóstolo Pedro, em sua carta, chamada de 1° Pedro, se dirigia aos estrangeiros, ou seja, ele falava para pessoas que não faziam parte de Israel, pelo menos na sua origem.

Esses eram os gentios das nações, que muito em breve seriam chamados de Cristãos.

Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos estrangeiros dispersos no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia;
1 Pedro 1:1

Então, é com esse povo que o Apóstolo está conversando em sua carta, um povo que habitava na Ásia, e que não era originalmente parte do povo de Deus.

Sacerdócio real

No capítulo seguinte, após várias exortações a esses estrangeiros, Pedro escreve sobre as bençãos espirituais, e promessas que os alcançaram por meio de Jesus Cristo. Esta é uma das passagens mais famosas do Novo Testamento:

Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;
1 Pedro 2:9

Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia.
1 Pedro 2:10

E o que significa ser “sacerdócio real”?

Reino de sacerdotes

Para entendermos sobre o assunto que o Apóstolo Pedro estava falando, e sobre o novo status espiritual dos gentios/cristãos, vamos ter que voltar no livro do Êxodo, quando o Eterno falava com seu povo, por meio de Moisés.

O povo estava próximo ao monte Sinai, para a revelação dos mandamentos, a lei de Deus:

Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha.

E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel.
Êxodo 19:5,6

É interessante, para fazermos uma melhor comparação entre as palavras do Êxodo 19 e 1ª Pedro 2, vermos esses textos em Hebraico. Para o Novo Testamento, usaremos o manuscrito da Peshitta em Hebraico e Aramaico, e a reconstrução de Franz Delitzsch.

Segundo o texto massorético, no Codex de Leningrado, o Êxodo usa a palavra מַמְלֶכֶת mamlechet (lê-se mamlérret), que significa “reino de…”; e a palavra כֹּהֲנִים cohanim (lê-se coanim), que significa “sacerdotes“.

Êxodo 19:5 em hebraico, um reino de sacerdotes
Um reino de sacerdotes e o sacerdócio real.

O Eterno está afirmando a Moisés que o povo de Israel está separado para a função sacerdotal, em relação ao restante do mundo, por meio da expressão “um reino de sacerdotes”.

1 Pedro e Êxodo 19

Então vimos que originalmente, os Israelitas/Judeus foram chamados, nos Sinai, para serem a nação sacerdotal. Mas havia uma condição. Apenas se eles obedecessem aos mandamentos que o Eterno deu por meio de Moisés, conforme o Êxodo 19:5.

Entretanto, o Apóstolo Pedro está usando de palavras com a mesma raiz hebraica, quando se dirigia a estas comunidades “cristãs”, que estavam em território estrangeiro.

Ao analisarmos o texto da Peshitta, vemos que há o uso das palavras מִשְׁפָּחָה נִבְחָרָה הַמְכַהֶנֶת לַמַּלְכוּת, que significam “a família escolhida, sacerdotal do reino“.

Aqui temos a mesma raiz de Êxodo 19, em:

  1. לַמַּלְכוּת – “lamalchut” (lê-se lamalrút), “reino“, que equivale a מַמְלֶכֶת “mamlechet” – “reino“; e
  2. הַמְכַהֶנֶת – “hamechahenet” (lê-se amerraênet), “sacerdotal“, que é a mesma raiz de כֹּהֲנִים cohanim (lê-se coanim), “sacerdotes“.

1 pedro 2:9 em hebraico, sacerdócio real

Com essa analise dos originais, poemos que o significado de sacerdócio real, é o mesmo de reino de sacerdotes. “Real”, aqui tem a ver com reino.

Além disso, a reconstrução de Franz Delitzsch, em Hebraico, do Novo Testamento, tem exatamente as mesmas palavras usadas no Êxodo 19:5.

1 pedro 2:9 em hebraico, versão de franz delitzsch

E vós sois a descendência escolhida, reino de sacerdotes e povo santo… 1ª Pedro 2:9 – Versão de Franz Delitzsch

A inclusão dos gentios

Pedro está afirmando em sua teologia, que os gentios também receberam o chamado divino para serem sacerdócio real, ainda que originalmente os Hebreus tenham sido chamados para essa função.

Por meio da obra salvadora de Jesus, os estrangeiros, que não eram povo de Deus, agora também fazem parte deste mesmo povo. Fazem porque foram chamados e comprados com preço de sangue, derramado no madeiro.

E esse fato é destacado pelo Apóstolo, nos versículos mais adiante:

Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia.
1 Pedro 2:10

A Igreja substituiu Israel?

A teologia da substituição de Israel pela Igreja, me parece equivocada. Sim, a Igreja, os gentios/cristãos foram incluídos no povo de Israel, por meio dos sofrimentos, da crucificação, e da morte do Messias Jesus Cristo.

Porém, isso não significa que o Eterno tenha rejeitado a Israel como um todo, pois muitos judeus creram em Jesus, inclusive os Apóstolos eram todos judeus.

Os gentios foram incluídos, mas não substituem os Hebreus, nem muito mesmos se tornam judeus, quando creem em Jesus. Eles permanecem no mesmo status dos estrangeiros que acompanharam os Hebreus, na saída do Egito.

Quando Israel saiu do Egito, uma multidão de povos os acompanhou:

E subiu também com eles muita mistura de gente, e ovelhas, e bois, uma grande quantidade de gado.
Êxodo 12:38

Esses estrangeiros estavam no meio do povo Hebreu, e eram tradados como parte do povo Hebreu, embora houvesse leis específicas para eles, como atesta Levítico, nos capítulos 17 e 18.

E vale apena enfatizar que eram povo de Israel, porém com um status especial. Eram próximos, estavam no deserto passando por todas as provações que os Hebreus passavam. Mas não foram obrigados a se tornarem Hebreus.

Igualmente, Pedro está dizendo que os gentios/cristãos, embora são parte do povo de Israel, não substituem os Israelitas. Foram incluídos no povo de Deus, mas permanecem da forma como foram chamados.

É por isso que no verso de 1ª Pedro 2:11, o Apóstolo chama os gentios com as palavras, “como a peregrinos e forasteiros”:

Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma;
1 Pedro 2:11

Nos próximos estudos, nós abordaremos esse status especial que os cristãos possuem, dentro do seu chamado como povo de Israel, para exercer o seu sacerdócio em relação ao restante da humanidade.

Por agora, é importante saber que o nosso chamado não pode ser desprezado, pois foi feito pelo supremo pastor. Embora não sejamos judeus, somos espiritualmente da descendência de Abraão, recebendo também um chamado semelhante.

Não substituímos Israel, mas também não deixamos de ser Israel:

Porque éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas.
1 Pedro 2:25

Bibliografia: Bíblia sagrada versão João ferreira de Almeida corrigida fiel, Bíblia hebraica Codex de Leningrado, Peshitta (Novo Testamento em Hebraico e Aramaico) Bible Society in Israel e Aramaic Scriptures Research Society in Israel, Novo Testamento em Hebraico Mishnaico segundo Franz Delitzsch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *